#boraviajar? Ative as notificações e receba alertas de passagens aéreas baratas. ATIVAR

Covid-19: Passaporte vacina poderá ser exigido em viagens internacionais.

Renata Coelho Mastandrea
Postado em Lunes 8, Febrero 2021 em Recomendações

Com cada vez mais pessoas tomando a vacina contra o COVID-19, a promessa de uma reabertura em larga escala está cada vez mais próxima, levantando algumas questões: Como isso afetará as viagens internacionais? Os cidadãos vacinados de um país poderão entrar em outro sem exigir uma quarentena estrita? Nesta nota deixamos um breve manual sobre os futuros passaportes de vacina para que você possa conhecer as bases e descobrir o que está sendo falado atualmente e como isso influenciará os viajantes. 

O que é passaporte de vacina?

Um passaporte de vacina é uma forma unificada de armazenar e organizar registros de vacinação relevantes que podem ser exigidos para viagens internacionais. No contexto atual, isso assume a forma de um aplicativo móvel ou uma versão digital da papelada, mas nem sempre foi o caso.

Também é importante lembrar que estamos muito longe de ser algo único para todos, que funciona perfeitamente em todos os países e companhias aéreas. Como as vacinas variam de país para país, e as novas vacinas COVID-19 não são exceção quando se trata de imunologia, provar que uma pessoa está 100% imunizada ou sem risco de contágio / infecção não é tarefa fácil.

* O conceito também pode ser aplicado a situações não relacionadas a viagens, como eventos esportivos, concertos ou shows ao vivo e outros que incluem muitas pessoas.

Covid-19: Passaporte de vacina poderá ser exigido em viagens internacionais.
Covid-19: Passaporte de vacina poderá ser exigido em viagens internacionais.


O passaporte para vacinas é um novo conceito?

Os passaportes para vacinas existem de uma forma ou de outra desde o século XIX. O exemplo mais recente e relevante é o da vacina contra a febre amarela. Vários países africanos exigem prova de imunização para entrar do exterior. Os viajantes recebem um “cartão amarelo” após receberem a vacina para apresentá-la no aeroporto. No entanto, a grande diferença é como essas informações são armazenadas, arquivadas e distribuídas. O componente digital é essencial para implementar um sistema legítimo e eficaz de passaportes para vacinas hoje. Embora não seja um requisito que sejam 100% digitais, isso facilitaria o processo geral e levaria a taxas de adoção mais rápidas e mais altas entre os viajantes de todo o mundo.

Qual o contexto atual do passaporte de vacina?

Joe Biden não perdeu tempo após assumir seu novo cargo como presidente dos Estados Unidos e já está trabalhando para controlar a pandemia COVID-19. Uma de suas recentes ordens executivas pedia às agências governamentais que "avaliassem a viabilidade" de conectar os certificados de vacinação com outra documentação relevante e desenvolver versões digitalizadas.

Na Europa, o governo dinamarquês anunciou recentemente que o lançamento de um passaporte digital que permite aos cidadãos provar que foram vacinados estará pronto em três a quatro meses. No entanto, isso não se limita aos governos. Como todos nós já sabemos as companhias aéreas também estão se envolvendo nesse contexto do passaporte de vacinas. Por exemplo, a Etihad Airways e a Emirates em breve começarão a usar um passe de viagem digital desenvolvido pela International Air Transport Association (IATA). O IATA Travel Pass ajudará os passageiros a administrar seus respectivos planos de viagem e, ao mesmo tempo, fornecerá, por meio de um aplicativo móvel, tanto companhias aéreas quanto governamentais, a documentação necessária para comprovar que foram vacinados ou testados contra COVID -19 a o código QR do aplicativo. Por outro lado, a American Airlines anunciou recentemente o lançamento de seu próprio passaporte de saúde, denominado VeriFLY App, para viajar dos aeroportos dos Estados Unidos para oito países. A British Airways, parceira da American Airlines, também usará o aplicativo VeriFLY APP para voos de Londres para os EUA.

Quando e por que é necessário um passaporte de vacina?

Para cruzar as fronteiras internacionais, as autoridades governamentais podem exigir prova de imunização contra certos vírus ou doenças. Durante a pandemia, as companhias aéreas e os governos exigem um teste PCR negativo ou um atestado médico válido confirmando que o passageiro estava doente com COVID-19 e se recuperou. O benefício e a necessidade de um documento como passaporte para vacinas tornariam mais fácil e simples para os passageiros compartilhar essas informações com as autoridades competentes e, com sorte, evitar protocolos de quarentena demorados e caros.

Como as informações são armazenadas em um passaporte de vacina?

Por enquanto, como não existe um sistema universal, depende do foco específico de cada passaporte. Por exemplo, o CommonPass, que está vinculado a 300 sistemas de saúde, oferece aos usuários a capacidade de fazer login no site de seu provedor de saúde dentro do aplicativo. Por sua vez, o aplicativo permite ao viajante saber quais exames diagnósticos e / ou registros de vacinação precisa e gera um código QR que as autoridades podem escanear. Por outro lado, o IATA Travel Pass permite que laboratórios e centros autorizados compartilhem com os passageiros resultados de exames e certificados de vacinação, que ficam armazenados no telefone de cada indivíduo e podem ser mostrados às autoridades por meio de um código QR gerado pelo celular.

Existem desvantagens nos passaportes de vacinas?

Como publicou o New York Times, "em um mundo onde mais de um bilhão de pessoas não podem provar sua identidade porque não têm passaportes, certidões de nascimento, carteiras de motorista ou carteiras de identidade, os documentos digitais que mostram o estado das vacinas podem aumentar a desigualdade e risco, deixando muitas pessoas para trás." Entende-se que, no mínimo, para viajantes sem smartphones, uma versão em papel deste documento deverá estar disponível e ser universalmente aceita.

Um último lembrete

Embora a maioria dos viajantes comece 2021 com esperança e otimismo renovados, é importante lembrar que ainda há um longo caminho a percorrer. Mesmo que sejam vacinados, isso não significa que possam deixar de usar máscaras ou seguir outras medidas de distanciamento social enquanto estiverem com outras pessoas. É preciso paciência à medida que a pesquisa de cientistas e especialistas avança sobre a eficácia de longo prazo de diferentes vacinas e como elas afetam a transmissão viral em uma escala mais ampla.

Encontre passagens aéreas baratas, baixe o nosso app de viagem e siga-nos nas redes sociais (TwitterInstagram e Facebook) para descobrir rapidamente as melhores ofertas.




Passagens Aéreas Baratas. Faça a sua busca!

Origem - Coloque sua cidade, país ou região
Destino - Coloque sua cidade, país ou região
Ainda não defini as datas