Alertas de voos baratos #boraviajar? Ative as notificações e receba alertas de passagens aéreas baratas. ATIVAR

Mergulho: 7 destinos que você precisa conhecer

Gabrielle Barbosa
Postado em Miércoles 11, Agosto 2021 em Recomendações

Se você ama esse esporte, esse artigo é para você - Mergulho: 7 destinos que você precisa conhecer. 

O mundo subaquático é realmente outro mundo, além da possibilidade de encontrar milhões de espécies, de corais a golfinhos, moluscos, raias de manta, tartarugas marinhas, tubarões e milhares de peixes coloridos, o mergulho permite dimensionar a magnitude do mar e entender melhor sobre a vida impressionante em suas profundezas. 

Mergulho: 7 destinos que você precisa conhecer

1. Raja Ampat (Indonésia)

Este arquipélago, composto por 1500 ilhas, localizadas no coração do Triângulo dos Corais, na Indonésia, concentra 75% de todas as espécies de corais do planeta, compostas por mais de 600 espécies. 

Outras espécies que dominam a área são os raios de manta, tubarões, golfinhos e outros extintos, como o peixe-boi fantasma ou dugong, além das 1.000 espécies diferentes de peixes e 700 moluscos. Isso faz dela a reserva de vida marinha mais rica do planeta.

As condições para mergulho são excelentes, com profundidade entre 5 e 40 metros e visibilidade de até 30 metros. A ilha tem mais de 200 locais de mergulho e a temperatura da água varia entre 26 e 30 graus.
 

Mergulho: 7 destinos que você precisa conhecer. 

 

2. A Grande Barreira de Recifes (Austrália)

Está localizada no nordeste da Austrália, do Mar de Corais ao sul da Papua-Nova Guiné. É considerado patrimônio mundial, com mais de meio milhão de anos de existência. 

É um dos destinos mais famosos do mundo por ser o maior conjunto de recifes de corais do mundo, com 2.600 quilômetros de costa, 5.000 espécies de moluscos, 1.800 espécies de peixes, 123 espécies de tubarões e 400 espécies de corais.

A água é quente e os mergulhadores têm fácil acesso aos recifes. Também é habitat de várias espécies em extinção, como o Dugongo e a grande Tartaruga Verde. 

Até trinta espécies diferentes de baleias e golfinhos foram avistadas nesta área e até seis espécies de tartarugas marinhas que vêm todos os anos para colocar seus ovos nesta área, embora verdadeiramente, a maior atração da área são os corais.
 


Encontre passagens aéreas


3. Ilhas Galápagos (Equador)

Junto com a grande variedade de vida marinha, sua excelente visibilidade (média de 12 a 18 metros) torna o mergulho nas Ilhas Galápagos excepcional. 

É o ideal para ver espécies difíceis de encontrar em outros destinos, como leões marinhos, tubarões (martelo e baleia), golfinhos, tartarugas, iguanas marinhas e até pinguins.

Não é considerado um destino para iniciantes, por conta das correntes e da profundidade da água. A maioria das ilhas são adequadas para mergulho à deriva (arrastada pela corrente), o que requer medidas extras de segurança, mergulho noturno e mergulho profundo. 

Para os mais avançados, as ilhas de Wolf e Darwin são as mais recomendadas. Além disso, em alguns lugares águas brilhantes podem ser encontradas devido à rica presença de fitoplânctons.      
 


4. Riviera Maya (México)

Riviera Maya é um dos lugares mais visitados para mergulho na América Latina com a maior barreira natural de recifes do hemisfério norte e mais de 3000 cenotes. 

Todos os anos, centenas de mergulhadores são encorajados a aprender sobre cenotes, barcos afundados, recifes e a incrível vida selvagem marinha da região.

Seu sistema subterrâneo de rios é conhecido por ser a melhor caverna de mergulhos do mundo. Uma de suas peculiaridades é que é permitido fazer mergulho noturno, em córregos, com tubarões-touros e outras alternativas. Veja também: Onde fazer mergulho em Cancún
 


5. Filipinas

As Filipinas são um arquipélago localizado no coração do Triângulo dos Corais, o lugar com a maior biodiversidade marinha do mundo. Isso explica suas ricas espécies marinhas que atraem milhões de mergulhadores iniciantes e experientes. 

Sua visibilidade ultrapassa 20 metros, dependendo do ponto de mergulho e a temperatura da água é em torno de 25 a 27 graus e a visibilidade pode até exceder 20 metros. 

É um lugar ideal para iniciantes e a melhor época para essa região é de março a julho. A ilha de Malapascua é muito popular para mergulhadores porque nela habita o tubarão-raposa, uma espécie difícil de ser encontrada. 

Além disso, é o destino dos sonhos para aproveitar a exploração de suas praias e relaxar. Outro local nas Filipinas recomendado é a Baía de Donsol, onde você pode nadar com tubarões-baleia. 

 


6. Fernando de Noronha

Declarado Patrimônio Mundial da UNESCO, o arquipélago de Noronha é famoso por suas incríveis paisagens, praias paradisíacas, vida selvagem e também é o destino ideal para os entusiastas do mergulho.

Suas praias são ideais para este esporte, já que o mar tem uma visibilidade de até 50 metros e em que você pode encontrar uma grande variedade de fauna marinha, como imensas raias, peixes coloridos, golfinhos, tartarugas marinhas e muito mais. 

E é por isso que Noronha é considerado um verdadeiro aquário natural. Há locais de mergulho em ambas as costas, então o ano todo é uma boa pedida para esse destino do nosso Brasil.
 


7. Coiba (Panamá)

O Parque Nacional do Coiba consiste em uma área protegida que abriga vida marinha abundante. A maior ilha do parque, Coiba, é cercada por recifes de corais e várias espécies de vida subaquática tropical. 


Mergulhando fundo você pode avistar tubarões de ponta branca, tubarões enfermeiros, tartarugas, golfinhos, lagostas, cavalos-marinhos, enguias, baleias jubarte, orcas, e mais de 700 espécies de peixes. 

Para chegar em Coiba é preciso fechar o trajeto com alguma agência de Santa Catalina que fica a cerca de 52 km, não é possível chegar até o local por conta própria.
 

 

Dicas de mergulho - se você é um iniciante:

  1. Por razões de segurança, o ideal é escolher um centro de mergulho afiliado a uma das organizações internacionais de mergulho recreativo, como PADI  ou SSI.
  2. Verifique se o centro conta equipamentos e equipe de resgate, tem oxigênio de primeiros socorros e primeiros socorros médicos. É sempre uma boa ideia ler comentários de outros usuários que mergulharam no mesmo lugar em sites como o TripAdvisor.
  3. Cheque a data do último teste hidrostático, que deve ser estampado no tanque e deve ser inferior a um ano.
  4. Preste atenção total às instruções! Elas explicam o que fazer para evitar a pressão de água no ouvido e outras coisas como por exemplo, como agir para se comunicar com o instrutor debaixo da água.
  5. Não entre em pânico. Tubos de oxigênio e todos os equipamentos estão prontos para que você não pare de respirar em nenhum momento e os guias estão bem preparados para ajudá-lo a subir à superfície se você precisar.



Aéreos

Origem - Coloque sua cidade, país ou região
Destino - Coloque sua cidade, país ou região
Ainda não defini as datas
1 Passageiro, econômica