Alertas de voos baratos #boraviajar? Ative as notificações e receba alertas de passagens aéreas baratas. ATIVAR

Roteiro para o Vale Europeu em Santa Catarina: explore 7 destinos indispensáveis

Andressa Xavier
Postado em Miércoles 29, Septiembre 2021 em Guias de Viagem

Confira dicas do que fazer no Vale Europeu de Santa Catarina e já prepare o seu roteiro para conhecer as atrações turísticas da região!

O Vale Europeu, localizado no estado de Santa Catarina, abriga 17 cidades e traz um pouquinho da Europa para o Brasil. Também conhecida como “Médio Vale do Itajaí”, a região tem esse nome por estar rodeada de montanhas e vales que percorrem o Rio Itajaí Açú.

Cada uma das localidades do Vale Europeu possui suas próprias particularidades e belezas naturais, com o potencial de deixar qualquer um apaixonado e super na vontade de visitar mais vezes.

É bem possível fazer um passeio pelos principais destinos e sair da região com um gostinho de quero mais, especialmente se você é daquelas pessoas fascinadas pelo contato direto com a natureza, esportes ao ar livre, museus e festividades típicas.

Para te ajudar a montar o roteiro de viagem pela região, separamos algumas recomendações de cidades com pontos turísticos mais do que impressionantes!

Pensando em viajar para Santa Catarina? Encontre passagens aéreas e hotéis e aproveite todas as nossas dicas do Vale Europeu de Santa Catarina. 
 

O que fazer no Vale Europeu

Pomerode

Localizada na microrregião de Blumenau, a cidade de Pomerode é conhecida por ser a “mais alemã” do país. Ela apresenta casas com arquitetura enxaimel e lindas paisagens que impressionam os visitantes que passam pela localidade. A tradicional Festa Pomerana acontece nos meses de janeiro e sempre conta com diversos pratos típicos da Alemanha, além de danças e músicas. 

Durante a época de Páscoa, a Osterfest é outra celebração imperdível. Os pratos típicos da feira gastronômica da festividade sempre chamam a atenção dos moradores e turistas, com o acompanhamento obrigatório de vinhos coloniais, quentões e aqueles chopes deliciosos. 

Vale Europeu em Santa Catarina: Pomerode


Na maioria das festas ou em pontos localizados no centro da cidade, você vai encontrar chocolates da Nugali, uma fábrica local que prepara tudo artesanalmente. Dá vontade de degustar os chocolates premiados só de imaginá-los explodindo de sabor dentro da boca. 

Para que gosta de conhecer a história das regiões em que visita, vale a pena dar uma passadinha no Museu Pomerano, Museu do Marceneiro, a Casa do Imigrante Carl Weege e a Casa do escultor Ervin Curt Teichmann. 

Outra parada obrigatória diz respeito ao maior zoológico de Santa Catarina: quase centenário, o local conta com cerca de 1.150 animais de 270 espécies diferentes, incluindo o gato-maracujá, a ararajuba e o papagaio-charão. Encontre hotéis em Pomerode.

 

Rio dos Cedros

A encantadora cidade de Rio dos Cedros/SC, com pouco mais de 11 mil habitantes, fica entre os municípios de Pomerode e Timbó. Ela está rodeada de inúmeras montanhas, lagos e cachoeiras, sendo um destino perfeito para quem está em busca de mais tranquilidade para lidar com as demandas do dia a dia.   

A Cachoeira Formosa, com cerca de 34 metros de queda d’água, tende a ser uma das coisas mais bonitas de Santa Catarina. Sua trilha para chegar até lá não é tão simples como se imagina, já que possui vários trechos escorregadios no momento de atravessar por uma pequena caverna. Entretanto, o acompanhamento de um guia deve resolver o problema e evitar deslizes desnecessários.

Vale Europeu em Santa Catarina: Rio dos Cedros


Por sua vez, a Gruta e Cachoeira do Índio também vale o passeio. O local está situado dentro de uma propriedade particular e, assim sendo, os visitantes precisam pagar o valor de R$ 5 pela entrada. Se prepare para contemplar uma queda d’água de incríveis 25 metros de altura! 

Ah, e recomendamos que você planeje o seu roteiro entre os meses de novembro e fevereiro. Isso porque algumas ruas da cidade, especialmente as que levam até as barragens, ficam enfeitadas de hortênsias! Os registros fotográficos serão apenas consequências. 

Outra boa opção é de planejar a visita a partir de setembro. A “Festa Trentina” acontece no feriado desse mês e conta com vários desfiles, shows folclóricos e muita comida italiana. As celebrações são realizadas em memória aos primeiros italianos que estiveram na região.
 

Apiúna

Com pouco mais de 10 mil habitantes, a cidade de Apiúna ocupa uma área de 493 km² e faz divisa com Ibirama, Lontras, Presidente Nereu, Indaial e Ascurra. O que podemos dizer sobre esse município? Ah, ele só tem 100 cachoeiras catalogadas e é simplesmente perfeito para todos os amantes da natureza. Só isso mesmo.   

A base de operações da “Ativa Rafting Vale Europeu” fica localizada no km 109 da BR 470, onde é possível ver a formação de um cânion belíssimo que serpenteia entre montanhas cobertas de mata preservada. Seu turismo de aventura contempla rapel/cachoeirismo, montanhismo, canionismo e modalidades de caminhadas nos 30.000 metros de área verde. Os valores das atividades variam entre R$ 80 e R$ 200.

Além disso, outro passeio imperdível diz respeito ao trajeto percorrido pelo “Trem Maria-Fumaça”. O início da rota acontece a partir das margens da Estrada Geral Subida (altitude de 116 m). Nos 2,8 km do trajeto, os visitantes são contemplados com um túnel de 68 m, viaduto de pedra com dois arcos em estilo românico e uma passagem superior também em estilo românico. 
 

Vale Europeu em Santa Catarina: Apiúna

 

A partir daí, a ferrovia adentra um trecho de mata atlântica preservada até a entrada na Usina Hidrelétrica Salto Pilão. O passeio dura aproximadamente 45 minutos, com valor individual de R$ 35. Imperdível para quem quer conhecer diversos pontos turísticos de uma só vez. O aeroporto mais próximo é o de Navegantes.
 

Blumenau

Blumenau/SC é o município mais famoso do Vale Europeu, especialmente por realizar a maior festa alemã no Brasil: a Oktoberfest (segunda maior do mundo). A celebração sempre acontece na Vila Germânica, que funciona como um centro de eventos o ano inteiro. Mesmo que não esteja indo para Blumenau no mês de outubro, saiba que você encontrará muita coisa boa nessa vila. Se planeje para visitar restaurantes, bares, cafés e lojas de artesanato.

Fundada no ano de 1850, a cidade é bastante arborizada e repleta de morros cobertos pela Mata Atlântica. Podemos afirmar (com toda a certeza) que Blumenau é basicamente uma fonte de tradição, cultura, comida típica, música e de paisagens belíssimas. É por lá que se encontra a maior parte dos hotéis da região, o que a transforma em uma espécie de “sede” para a tour pelo Vale Europeu.     

Com povo acolhedor e de cultura tradicionalmente germânica, a cidade ainda mantém alguns pontos com arquitetura enxaimel. Passear pela Rua XV de Novembro, observando a arquitetura colonial alemã, deve ser parte obrigatória de seu roteiro. 
 

Vale Europeu em Santa Catarina: Blumenau


O prédio da prefeitura e a Catedral de São Paulo, por sua vez, têm o potencial de transportar qualquer visitante ao passado colonial do município. Além disso, o Teatro Carlos Gomes impressiona por seus jardins e grandiosidade arquitetônica. 

Para quem gosta de natureza, pode passar longas horas nas trilhas do Parque Ecológico Spitzkopf, do Parque das Nascentes e do Parque São Francisco de Assis. 

O Recanto Paraíso do Miguel, localizado na Rua Santa Maria, é perfeito para com a família nos dias de calor, já que conta com estrutura de quiosques, churrasqueiras, cachoeiras e riachos. O valor da entrada é de aproximadamente R$ 8 por pessoa.

Ah, e outra coisa: o seu roteiro por Blumenau também precisa levar em conta os pontos que fazem parte da Rota da Cerveja no Vale do Itajaí. Se programe para ir aos museus da Cerveja, dos Hábitos e Costumes ou o da Família Colonial. 

Nos restaurantes tradicionais, é possível degustar “marreco recheado”, “joelho de porco”, “chucrute” e uma grande variedade de salsichas. Os pratos vêm acompanhados por um bom chope ou uma cerveja artesanal.
 

Ibirama

Considerada por muitos como a “Suíça Catarinense”, Ibirama conta com pouco mais de 18 mil habitantes e também faz parte do Vale Europeu. A cidade é conhecida pelo seu potencial turístico, contemplando várias cachoeiras, cascatas de até 75 metros de altura e ambientes propícios para a prática de esportes de aventura, como rapel, trekking e canionismo. 

Além do mais, o rafting é uma das atividades mais realizadas pelos visitantes que passam pela cidade de Ibirama. O trajeto a partir do Morro Pelado assegura a visão de lindas corredeiras intercaladas em águas tranquilas. 

Vale Europeu em Santa Catarina: Ibirama - Foto: Divulgação Secretaria Turismo SC


Com aproximadamente 8 km de descida, o passeio também atravessa por uma linda cachoeira onde os praticantes podem banhar-se na piscina natural. A empresa que explora comercialmente essa atividade na região é a Ibirama Rafting. Ela fornece os serviços ao longo de todos os dias da semana, desde que os interessados façam reservas com antecedência. Os preços variam entre R$ 80 e R$ 120.
 

Benedito Novo

Com pouco mais de 11 mil habitantes, Benedito Novo está situada na microrregião de Blumenau e faz divisa com Doutor Pedrinho, Rio dos Cedros, Timbó, Rodeio, Ascurra, Ibirama e José Boiteux. 

Seus jardins floridos e a arquitetura em estilo enxaimel são destaques na cidade, tendo em vista que ela foi colonizada principalmente por alemães, italianos e poloneses. A natureza preenche Benedito Novo de vida e atrai diversas pessoas em busca de turismo ecológico, com cacheiras de 76 metros e grutas extraordinárias. 

Vale Europeu em Santa Catarina: Benedito Novo - Foto: Divulgação Secretaria Turismo SC


Dessa maneira, os praticantes de atividades esportivas podem contar com inúmeras opções para rapel, canionismo e canoagem. A maior tirolesa das Américas, inclusive, está localizada entre os municípios de Rodeio e Benedito Novo. Ela possui dois quilômetros de extensão e torre de lançamento com mais de 800 metros de altitude. 
 

Botuverá

Com área rural de 300,52 km², Botuverá é predominantemente montanhosa e faz divisa com Guabiruba, Indaial, Blumenau, Nova Trento, Vidal Ramos, Presidente Nereu e Brusque. A cidade conta com cavernas gigantescas e todas elas estão localizadas no Parque Municipal das Grutas, que fica a 15 km do centro administrado pela Prefeitura de Botuverá.

As cavernas são abertas para visitação, desde os interessados estejam acompanhados por guias. Existe um limite máximo de pessoas que podem visitar as formações rochosas, sendo que os horários podem ser agendados com antecedência. 

Vale Europeu em Santa Catarina: Botuverá


São 15 pessoas por sessão e, no máximo, 13 grupos ao longo do mesmo dia. Cada passeio leva em torno de 45 minutos. A entrada individual custa em torno de R$ 25 para adultos, além de R$ 12,50 aos estudantes com carteirinha e crianças (de quatro a 12 anos de idade).

Nos meses de junho, a cidade de Botuverá realiza a “Festa Bergamasca” para homenagear as tradições ítalo-bergamascas. Inúmeras pessoas se reúnem com o objetivo de saborear pratos típicos, escutar música ao vivo e celebrar a história do município. 

Veja também: 

O que fazer em Santa Catarina 

5 destinos parecidos com a Europa na América do Sul.




Aéreos

Origem - Coloque sua cidade, país ou região
Destino - Coloque sua cidade, país ou região
Ainda não defini as datas
1 Passageiro, econômica