Alertas de voos baratos #boraviajar? Ative as notificações e receba alertas de passagens aéreas baratas. ATIVAR

Jordânia está aberta aos brasileiros

Renata Coelho Mastandrea
Postado em Martes 27, Abril 2021 em Noticias

Sim, a Jordânia reabriu ao turismo internacional e está aberta aos turistas brasileiros. O País não exigirá quarentena na chegada, o que sim deve ser apresentado é um exame PCR negativo realizado nas últimas 72 horas e um documento que comprove que você adquiriu um seguro viagem. Neste artigo te mostramos todos os requisitos para entrada de brasileiros na Jordânia e várias de dicas de viagem da Jordânia. 

Quais são os requisitos para entrada de brasileiros na Jordânia?

  • Apresentar Teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes do primeiro embarque (não se aplica a menores de 5 anos)
  • Preencher os formulários “Passenger Health Declaration Form” e “Locator Form” Visitjordan.gov.jo
  • Baixar o aplicativo “AMAN” no celular. Passageiros terão ainda que passar por um teste RT-PCR na chegada (não se aplica a menores de 5 anos), o pagamento deve ser realizado antes do embarque. Para saber mais: clique aqui.
  • Passageiros que tenham passado nos últimos 14 dias pela Índia não podem entrar no país. 
     
Jordânia está aberta aos brasileiros.
Jordânia: Brasileiros devem apresentar um exame PCR negativo realizado nas últimas 72 horas na entrada ao país.

FAQ - Perguntas frequentes sobre a Jordânia - Dicas de viagem da Jordânia


Como chegar na Jordânia?

Não existem voos diretos do Brasil para a Jordânia. A única opção é fazer uma conexão em algum país da Europa, Ásia ou África. Muitos turistas optam por pegar um voo em Cairo no Egito até a capital da Jordânia, Amã. Emirates, Qatar Airways, Turkish Airlines, British Airways, são algumas da companhias aéreas que você pode buscar para viajar pra lá. Encontre passagens aéreas baratas para a Jordânia.

Precisa de visto para entrar na Jordânia?

Brasileiros precisam de visto SIM para entrar na Jordânia, mas o mesmo pode ser tirado no próprio aeroporto. O valor do visto é em torno de 60 USD e com direito a uma entrada. Caso você queira fazer o visto antes, procure o Consulado da Jordânia em São Paulo: http://jordania.org.br/site/consular_service.html

Dinheiro e câmbio na Jordânia

A moeda na Jordânia se chama Dinar Jordano. Se você estiver viajando com dólares ou euros, você não terá problemas para fazer câmbio no país. Lembrando que 1 Dinar Jordano equivale a um pouco mais de 1 dólar. Boa parte dos estabelecimentos aceitam cartão de crédito internacionais. 

O que fazer na Jordânia?

A Jordânia possui um território pequeno que pode ser atravessado de norte a sul em seis horas de estrada. Caso você queira conhecer o melhor do país, é bom se preparar para uma viagem de pelo menos sete dias a 10 dias se possível. O território é minúsculo e dá para visitar basicamente tudo o que é imperdível na Jordânia. Petra, um dos destinos mais buscados por turistas de todo o mundo, foi nomeada uma das 7 maravilhas do mundo moderno e é um destino precisa estar na sua lista de lugares para conhecer no mundo. De Petra ao Mar Morto, há passeios para todo mundo. Se você pensa em conhecer esse destino, este post é pra você. 

O que fazer na Jordânia: Petra

Petra é uma parada obrigatória e nossa dica é reservar ao menos 3 dias para passear pela Cidade Rosa. Durante o verão Petra abre as 06h e fecha às 18h e no inverno fecha as 16h. Se você quiser visitar o local sem muita gente a dica é chegar cedo. A história de Petra tem um significado tão importante que hoje ela é considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno e foi eleita Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.Outro imperdível é o Petra by Night. Não deixe de viver essa experiência. 

Onde se hospedar na Jordânia para visitar Petra?

Aqaba, balneário com lindas praias e passeios ou Wadi Musa, que não tem muito o que fazer além das ruínas, porém tem hospedagens mais econômicas. Essas são as duas cidades mais próximas para hospedagem próximo de Petra. 

O que fazer na Jordânia? 

Amã

Amã é a porta de entrada do país, devido ao aeroporto. A cidade é bem interessante e dividida em dois lados: Ocidental que é mais moderno, com lojas, restaurantes e cafés com estilo mais contemporâneo, e o oriental com as tradições muçulmanas. Por lá, os costumes árabes são bem mais fortes e os pontos turísticos também são mais ligados à história do país.

Aqaba

Aqaba é o único porto marítimo da Jordânia e é muito procurada pelos turistas de todo o mundo, não só porque é possível aproveitar o Mar Vermelho, mas também porque serve de base para ir para outras atrações próximas, como Petra e o deserto de Wadi Rum. A cidade reserva uma das praias mais bonitas do Oriente Médio e a transparência do Mar Vermelho é ideal para atividades de snorkeling e mergulho. Está entre os destinos mais buscados por mergulhadores do mundo. 

Aqaba é o único porto marítimo da Jordânia .
Aqaba é o único porto marítimo da Jordânia.

Mar Morto

O Mar Morto fica na fronteira entre Israel e a Jordânia. Ele possui 60 km de comprimento e 15 km de largura e é um dos locais mais incríveis do Oriente Médio, com sua água extremamente salgada; ela possui dez vezes mais sal do que a água dos oceanos é o que faz com que as pessoas flutuem naturalmente em suas águas. Esse passeio é imperdível e se hospedar pelo menos dois dias por aí seria o ideal.  

Localizado no ponto mais baixo de todo o planeta, a 400 metros abaixo do nível do mar, o Mar Morto é, na verdade, um grande lago com uma água com alta concentração de sal e sais minerais com propriedades medicinais. Os cosméticos feitos com a água e o sal do local são famosos em todo o mundo. Inclusive, há quem viaje ao local por motivos médicos, para tratar de alguma doença da pele.
 

É bem fácil chegar ao Mar Morto, já que ele fica a apenas 70 quilômetros da capital Amã. 
É bem fácil chegar ao Mar Morto, já que ele fica a apenas 70 quilômetros da capital Amã. 


Wadi Rum

Wadi Rum fica no meio do caminho entre Aqaba e Petra, é considerada depois de Petra, uma das imagens que mais representa a Jordânia e um dos passeios que quase sempre entram nos roteiros turísticos pelo país. O lugar é poderoso e diferente de muitos outros desertos pelo mundo.

Wadi Rum é um deserto, que ficou famoso após ter sido cenário para o clássico filme Lawrence da Arábia de 1962 e o mais recente filme Perdido em Marte de 2015, com Matt Damon. Uma das experiências é se hospedar nos glampings, que são os acampamentos que hoje em dia todos chamam assim, com certeza será uma das experiências mais incríveis da viagem. Vale lembrar que o deserto é imenso e para conhecer os principais pontos você precisa contratar um passeio. 

O deserto de Wadi Rum fica 320 quilômetros a sudeste de Amã. 
O deserto de Wadi Rum fica 320 quilômetros a sudeste de Amã. 

 

Jerash

Jerash está a menos de 50 quilômetros da capital, e é ideal para um bate e volta saindo de Amã. Está aí um dos porquês de você reservar uns dias a mais na capital, tem lugares para conhecer. Imaginem uma metrópole imperial perdida entre montes e vales verdejantes do Médio Crescente, cuja localização estratégica fez dela um entreposto comercial próspero e fundamental na província romana da Arábia. Isso é Jerash!

O que não falta em Jerash são edifícios e locais cheios de história para se explorar. Até 1925, a cidade estava inteira embaixo de muita areia. Nessa época foi feito um trabalho de escavação e lá foram descobertos templos, fontes, anfiteatros, lojas e avenidas.

 

Castelo de Kerak

Ao sul da Jordânia, localizado na cidade de Al-Karak, no coração da Jordânia e 140 quilômetros ao sul de Amã está o Castelo de Kerak. As ruínas são o que restou de um gigantesco castelo fortificado construído pelos Cavaleiros Cruzados em 1140. 

Esse castelo, fica no alto de um morro e a vista de lá é sensacional, dependendo do dia é possível ver até o Mar Morto. A entrada custa menos de US$ 3 e dá direito a visitar também o pequeno museu sobre a história do castelo. O horário de visitação é das 8h ás 19h de abril a setembro, e até as 16h de outubro a março.

Wadi Mujib

Bem perto do Mar Morto, você também pode explorar a região de Wadi Mujib, que é a reserva natural com a menor altitude em todo o planeta. A reserva fica a aproximadamente 415 metros abaixo do nível do mar.

Wadi Mujib, ou Vale Mujib, dá nome ao rio que está 240 metros abaixo do nível do mar, o que faz a altitude máxima do cânion ser de 900 metros. Localizado entre Kerak e Madaba, 90 quilômetros ao sul de Amã, ele pode ser admirado de um mirante panorâmico que fica na estrada entre as duas cidades. 

Rio Jordão

O rio Jordão nasce nas encostas do Monte Hermon, na fronteira entre Síria e Líbano, seguindo ao sul até formar o Mar da Galileia, em Israel, para finalmente desaguar no Mar Morto, na Jordânia.

Se você está planejando fazer turismo religioso na Jordânia, o Rio Jordão certamente está na sua lista de prioridades! Foi nesse local que São João Batista teria batizado Jesus, ou seja, é um lugar muito importante para todos os cristãos. Vale lembrar que esse passeio pode e deve ser combinado com o Mar Morto.

Veja também:

Faça download do nosso app de viagem e venha parte da comunidade do Turismocity Brasil nas redes sociais para descobrir rapidamente as melhores ofertas. 




Aéreos

Origem - Coloque sua cidade, país ou região
Destino - Coloque sua cidade, país ou região
Ainda não defini as datas
1 Passageiro, econômica